cirurgia de câncer

Cirurgia de câncer: em quais casos é indicada?

Um tumor maligno é caracterizado pelo crescimento desordenado e anormal de células, que invadem órgãos e tecidos. Tais células malignas se propagam e formam tumores capazes de se espalhar para outras regiões do corpo, além do local primário. Um dos tratamentos mais importantes para a condição é a cirurgia de câncer.

Se diagnosticado precocemente, as chances de cura são positivas. Entretanto, mesmo com diagnóstico tardio, o paciente oncológico pode receber tratamento para a amenização dos sintomas, adiamento da progressão do tumor e melhora da qualidade de vida.

Os procedimentos cirúrgicos não são indicados para todos os casos de câncer. Quer saber quando a operação é realizada? Leia o artigo completo e descubra.

Entenda como é a cirurgia de câncer

A cirurgia oncológica é um procedimento cirúrgico voltado para o tratamento de câncer. A operação consiste na remoção do tumor e eventuais focos em áreas adjacentes, como gânglios e outros órgãos. Esse tipo de cirurgia deve ser realizado sob anestesia,  em ambiente adequado e conduzido por cirurgião oncológico e equipe multidisciplinar devidamente preparada.

Uma cirurgia para câncer tem diversas funções, para além da cura da doença. Suas funções envolvem:

  • descomprimir estruturas vitais;
  • controlar perfurações e hemorragias;
  • desviar o trânsito urinário, digestivo ou aéreo;
  • auxiliar no controle da dor;
  • remover lesões, entre outras ações importantes.

O procedimento é realizado sempre de acordo com as especificidades de cada caso. A operação também pode ser útil para avaliar a extensão da doença e seu exato estadiamento, através de biópsia cirúrgica.

Quais fatores devem ser considerados?

A realização de cirurgia para tratar determinado tipo de câncer demanda a consideração de fatores importantes. Deve-se avaliar os aspectos técnicos gerais, o estado clínico do paciente, estágio da doença, tipo, tamanho e localização do tumor, possibilidade de eventuais sequelas, etc.

Quais são as funções da cirurgia oncológica?

A cirurgia oncológica tem múltiplas funções e objetivos. Ela apresenta finalidade curativa, quando a retirada total do tumor é possível. Além disso, tem finalidade paliativa, quando o procedimento permite a redução da quantidade de células tumorais e controle de sintomas que ameaçam o bem-estar e qualidade de vida do paciente. 

O procedimento cirúrgico pode ser utilizado para reconstruir determinada parte do corpo que foi mutilada. Pode ter fins profiláticos, quando visa remover tecidos que potencialmente podem apresentar câncer no futuro. 

Para completar, a cirurgia pode ser feita para que os pacientes tenham acesso a outras opções terapêuticas, como a inserção de cateter para administração de medicamentos quimioterápicos. É o que chamamos de cirurgia de suporte.

Quando a cirurgia é indicada para câncer?

A cirurgia é indicada para tratar o câncer em estágio inicial, quando as chances de interromper o avanço do tumor e viabilizar a cura são maiores. Nesse caso, o tumor se localiza em uma única parte do corpo e a operação é o principal tratamento recomendado.

Ela é indicada também para remover parte do tumor, quando a retirada total é inviável e causaria danos ao órgão e tecidos próximos. Esse procedimento é mais comum em tratamentos de cânceres avançados, em que o cirurgião remove o máximo possível do tumor e trata o que resta com quimioterapia e radioterapia.

A cirurgia para câncer também é indicada para aliviar o desconforto, comprometimento funcional ou incapacitante, como alguns tipos de tumores que causam obstrução intestinal. Aqui, a operação serve para promover a desobstrução, reduzir dores e incômodos que geram mal-estar. O procedimento traz maior conforto e qualidade de vida, mas não necessariamente cura a doença.

Como aumentar as chances de sucesso da cirurgia?

A cirurgia de câncer é um tratamento promissor, porém, não é a única alternativa terapêutica. Em boa parte dos casos, o procedimento cirúrgico apresenta melhores resultados se associado a outras modalidades de tratamento. Uma delas é a quimioterapia e a radioterapia. Juntos, eles são poderosos agentes na luta contra o câncer.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião oncológico no Rio de Janeiro!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.