cálculo de vesícula biliar

Entenda como é o tratamento do cálculo de vesícula biliar

O cálculo de vesícula biliar é um distúrbio que afeta este pequeno órgão, localizado no quadrante superior direito do abdômen. A vesícula fica bem próxima ao fígado, pois ela tem a importante função de armazenar a bile, que é produzida por ele.

Este órgão integra o sistema digestivo. A vesícula expele a bile,  que auxilia diretamente na absorção de nutrientes e digestão de gorduras.

A bile é composta por substâncias variadas, entre elas, o colesterol – principal responsável pela formação dos famosos cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula.

Por falar em pedras na vesícula, este é um problema muito comum. Só para ter ideia, mais de 20 milhões de brasileiros apresentam cálculos biliares, uma condição que pode gerar incômodos sintomas, como dor abdominal forte, náuseas e vômitos. A boa notícia é que tem tratamento! Veja a seguir como tratar o cálculo de vesícula biliar. Vem comigo!

Tratamento do cálculo de vesícula biliar

Inicialmente, quando os sintomas são sutis e controláveis, o tratamento pode incluir o uso de medicamento antiespasmódico para aliviar a cólica abdominal. Além disso, a adoção de dieta leve e balanceada, com baixa ingestão de gordura, ajuda a evitar as temidas crises de dores no abdômen, até que o tratamento mais efetivo possa ser realizado.

É recomendável que o paciente com cálculos biliares inclua no cardápio alimentos como frutas (com exceção de coco, açaí e abacate), legumes, verduras, grãos integrais, laticínios desnatados, carnes magras e preferencialmente cozidas ou grelhadas.

Devem ser evitados os iogurtes integrais, queijos amarelos, ovos, manteiga, carnes gordas, como a carne de pato, mocotó, atum, sardinha, salmão, além de miúdos como fígado, coração, rim e moela. Os embutidos, chocolates, bebidas  alcoólicas, massas folhadas, molhos e caldos prontos também devem ficar de fora, pois podem desencadear ou agravar crises de pedras na vesícula.

Quando o paciente com pedras na vesícula tem sintomas muito pronunciados, com inflamação ou infecção, pode ser indicado o tratamento cirúrgico. O procedimento também deve ser realizado quando o cálculo é muito grande ou se desloca para os canais biliares, gerando obstrução, 

A colecistectomia, cirurgia de remoção dos cálculos biliares, pode ser realizada através de cirurgia aberta ou laparoscópica. A cirurgia aberta é feita por meio de grande incisão abdominal e costuma ser mais complexa, demorada e invasiva que a cirurgia laparoscópica. 

A laparoscopia é uma técnica moderna, que consiste na realização de pequenas incisões pelas quais o cirurgião introduz os instrumentos cirúrgicos e, com o auxílio de uma câmera, visualiza a região e consegue retirar rapidamente a vesícula. Entre as vantagens da cirurgia laparoscópica está a rapidez no procedimento, cicatrizes discretas, menor risco de complicações e recuperação menos dolorosa.

Vale destacar que o tratamento deve ser definido de acordo com a intensidade dos sintomas apresentados, tamanho dos cálculos, idade, peso e condições gerais de saúde do paciente. Fatores como a existência de doenças, a exemplo de diabetes, obesidade e colesterol alto, devem ser considerados.

Quer saber mais sobre cálculo de vesícula biliar? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião geral oncológico no Rio de Janeiro!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.